Arquivo do autor:mariajosesilveira

Sexta de crônicas: O mundo de cores que perdemos

Eu já era em grandinha quando fiquei sabendo que as estátuas greco-romanas, conhecidas por tantos séculos como brancas, eram originalmente coloridas. No pequeno e fabuloso Museu de Pergamo, em Berlim, onde fui informada disso, meu espanto foi enorme. Desde então, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , | Deixe um comentário

Sexta de crônicas: O que está acontecendo com o Everest?

Filas para chegar ao topo da montanha mais alta do planeta? Alpinistas se empurrando para tirar selfies sobre a parte plana do pico da montanha, onde se acotovelaram cerca de 20 pessoas quando ali mal cabem dez? As mesmas pessoas … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Um romance meu indicado para o Bozo ler

Descobri hoje que a Stella Maris Rezende, meus amigos, é tipo uma daquelas loucas que a gente ama. No Rascunho deste mês ela teve o desaforamento de indicar meu romance “A mãe da mãe da sua mãe e suas filhas” … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Marcado com , , | 1 Comentário

Lilia Downs: a voz da minha personagem (2)

Como coloquei no post anterior sobre Joan Baez, Lila Downs é também dona de uma voz que Alelí, a personagem do meu romance “Maria Altamira”, poderia ter. O que em nada se assemelham é na exuberância. Enquanto Lila Downs parece … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Marcado com , , | Deixe um comentário

Em louvor à universidade pública e à manifestação do dia 15 de maio

Quinta feira passada, no espaço quinzenal que ocupo em “O Popular”, o jornal de maior circulação de Goiás, publiquei uma crônica sobre o valor da universidade pública e o crime que o governo atual pretende cometer congelando o orçamento destinado … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Marcado com , | Deixe um comentário

Sexta de crônicas: É pior

Tem dias que penso estar regredindo a um tempo no qual sou outra vez aquela criança que nada compreendia do mundo. Mas não é isso. É pior. É mesmo como adulta que me é difícil compreender como um governo brasileiro … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , | Deixe um comentário

Joan Baez: a voz da minha personagem (1)

Uma das duas protagonistas de meu novo romance, “Maria Altamira”, chama-se Alelí. Sua família foi soterrada com outros cerca de 20.000 habitantes de Yungay, cidade dos Andes peruanos, em um aluvião provocado pela queda do Nevado Huascarán. Alelí foi uma … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Marcado com , , , , | Deixe um comentário