Arquivo do mês: agosto 2013

O trabalho: uma crônica

Desde que li, nos idos dos anos 70, um livro de Lucien Sève, psiquiatra e filósofo francês, “Marxismo e Teoria da Personalidade”, fiquei fascinada com sua análise sobre como a maneira em que cada um se insere produtivamente numa sociedade … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | 2 Comentários

Meu local de trabalho ideal

Uma enorme sala com uma turma de escritores trabalhando, cada um em seu canto, com sua mesa, seu computador, seus livros e dicionários, levantando-se de vez em quando para um cafezinho na cozinha no fundo. Findo a(s) página(s), o happy-hour … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 2 Comentários

A magia está nas palavras

“Precisamos de um milagre, Duny”, ela disse (eu estava fazendo suas tranças e massageando seu pescoço, enquanto ela revisava suas anotações pela milésima vez), “e os únicos gênios que eu já encontrei foram em livros e não em anéis de … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Qual seria o leitor ideal?

Me fizeram essa pergunta e respondi: O leitor ideal é o que se apaixona por um livro porque tece seus próprios pensamentos através dele, faz suas próprias viagens através dele, e assim se maravilha, e o amplia, e o enriquece … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Temporada de queimadas e de estupidez

No tempo seco, começam as queimadas. Desta vez, foi na minha terra, no Parque Ecológico da Serra de Jaraguá, em Goiás. Quatro dias de queimada intensa, 52 homens mobilizados para combater as chamas, e o fogo queimou 65% da unidade … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Sexta de crônicas

ELA ADORA UM TERMINAL Sai pelo corredor do hospital avisando “É terminal. É terminal.” A voz soa compungida mas há certa vibração interna, uma excitação que a faz espalhar a notícia já contando com o frisson que vai provocar. Mesmo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | 2 Comentários

Sensação esotérica

Em matéria de literatura, às vezes minha sensação é de que estou em algum lugar muito distante daqui.

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário