Um dia-vítima

Pobre dia 1º de abril que, em 1964, e sem nenhuma culpa própria, marcou um dia tão funesto para o país.

Pobres dias assim, que sem querer e sem poder nenhum sobre isso, acabam irremediavelmente ligados a fatos nefastos da história.

São vítimas também. Perdem a inocência. Viram datas.

De simples dia de brincadeira e mentirinhas, acordou um dia de golpe à democracia, de comunicados oficiais e músicas fúnebres nas rádios invadidas. Virou o primeiro dia de 21 anos de perseguição e assassinatos. De exércitos nas ruas, de imprensa censurada, de mandatos cassados, de jovens e trabalhadores reprimidos, de brasileiros até hoje desaparecidos.

Pobre primeiro dia do mês de abril, no Brasil, que nunca voltará a ser o que foi antes.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s