Arquivo do mês: abril 2013

Somos modernos

“Todos nós, em cada canto deste planeta, somos modernos. As formas de vida moderna podem diferir em muitos aspectos, mas o que as une é precisamente sua fragilidade, fugacidade, seu pendor para câmbios constantes. “Ser moderno” significa mudar compulsivamente. Não … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Sexta de crônicas

A casa Mal ela entra, algo a faz parar. Não uma ilusão de ótica. Nem a vaga impressão de estar entrando em um cenário irreal. Era outra coisa. A sensação de entrar em uma foto, talvez; mas não, tampouco. A … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | 2 Comentários

Indo contra a corrente

Neste que é o Dia do Livro, o pensamento que me ocorre é que tem tanto livro ruim por aí que quando você encontra um realmente bom até se espanta.

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Segundona

Começando um novo projeto. Absolutamente diferente do que fiz até agora. Tcham tcham tcham! É esperar pra ver no que dá.

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Gostei

Acabei gostando muito do livro da Herta Müller. É difícil. Não é o tipo de livro pra se ler todo dia. Mas a poesia de alguns momentos. A beleza emergindo possível nas brechas da sociedade totalitária (um vilarejo na Romênia … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Ainda não. Ainda não sei.

Lendo “O homem é um grande faisão no mundo”, da Herta Müller: “Há água no túmulo. A água é amarela como o chá.” ” O guarda-noturno traz uma franja feita de cordões de chuva em torno da aba do chapéu. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

No trem

Eu amo esse tipo de frase do John Banville (in “O Intocável”, Record): “Fui a Oxford num trem num desses dias enganosamente temperados, fulgurantes, de fins de outubro. Tudo parecia melodramaticamente em chamas, de modo que era como se o … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | Deixe um comentário