Ele sabe do que está falando

Da entrevista de Robert McKee, famoso professor de roteiristas, em entrevista para João Fernando, do Caderno 2, do “Estado”.
O grifo da citação é meu, e acho que o que ele diz vale também para todos nós, escritores.

A pergunta do jornalista:
O que é mais importante para um roteirista, talento ou técnica?

A resposta de Robert McKee:
Não dá para separar. Técnica sem talento é inútil e vice-versa. Os preguiçosos querem achar que o talento é suficiente e que não precisam estuar a técnica. E para os cínicos, tudo é uma questão de técnica, acham que não precisam de ideia original, que é só copiar todo mundo. O bom profissional entende que não pode aumentar o talento artificialmente. O talento que você tem foi Deus que te deu. O que você pode fazer é aumentar o seu conhecimento sobre a natureza humana, observar a vida, ler e aprender. Isso te dá mais material. Um dos problemas que tenho com os roteiristas é que eles nunca praticam nada. Quem toca piano, pratica, atores ensaiam. Todo mundo pratica. Mas não conheço nenhum roteirista que diz “Estou sem ideias hoje, então, vou praticar a descrição do que acontece do lado de fora da minha janela de dez maneiras diferentes.” É como um concerto de todos os instrumentos da sua orquestra pessoal. Nenhum é mais importante do que o outro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s