O que leva o escritor a escrever

Minha amiga me envia uma mensagem:

“Não sei se você leu sobre o engenheiro/escritor Nuno Camarneiro no Caderno 2 outro dia, mas ele falou uma coisa que não resisto a passar para você. Ele disse que escreveu seu primeiro livro porque queria aprender como se escreve um livro, e para saber o que se passa com o escritor durante o processo. Bem, lá para as tantas, chegou à conclusão de que “Quem é muito feliz não precisa escrever porque está ocupado em viver, mas há sempre uma angústia, uma melancolia, na maioria dos escritores que os empurra para a escrita.” E aí: o que você acha dessa declaração?

Respondo:

Também li a entrevista. Talvez ele tenha sua razão em dizer isso, não sei. Mas, do meu ponto de vista, a questão não é ser pouco feliz, tampouco a existência de alguma melancolia ou angústia. Seria mais uma inquietude. Uma certa inquietude com o estado das coisas é que empurra alguém para a escrita. “L`inquietude est essentielle a la felicité des creatures”, foi o que Leibniz disse belamente uma vez, e creio que isso é verdadeiro também para a escrita.

Além disso, realmente não acredito quando um escritor diz que é infeliz escrevendo – talvez um poeta, mas não um escritor de narrativas. Acho quase impossível alguém escrever as várias páginas que compõem um romance em meio a algum tipo de sofrimento. Não acredito que a infelicidade em si leve alguém a escrever alguma coisa que preste. Os estados de tristeza e melancolia, como eu os entendo, provocam sobretudo contemplação e passividade. A angústia, então, só leva a mais angústia. Tampouco acho que a felicidade é incompatível com o escrever. De certo modo, me parece até que a escrita acrescenta à felicidade de quem escreve.

Seja como for, escrever é uma experiência tão particular que muita coisa é possível, e cada um só pode falar por si mesmo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para O que leva o escritor a escrever

  1. Caco Appel disse:

    A última frase diz tudo. Conhecendo muitos escritores, percebo que, mesmo entre os deprimidos, a maioria escreve com prazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s