Arquivo do mês: maio 2012

O abundante Jorge

Fui ver a exposição do Jorge Amado no Museu da lingua Portuguesa. Apesar de escura, é bem pequena – como eu gosto – e inventiva como em geral são as montagens da Bia Lessa. Dá bem conta do recado e … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Coisas que eu não queria ser

  Se tem uma coisa que eu não queria ser era galinha. Viver no harém do galinheiro entre outras similares, todas igualmente irrequietas, alvoroçadas, histéricas. Passar a curta vida ciscando e botando ovo para terminar numa panela. Dispenso, obrigada. Outra … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

O pesadelo de uma autora

Ainda mergulhada na última revisão do meu novo romance “Pauliceia de Mil Dentes”. Momento gostoso mas que às vezes parece interminável: burilar, ajustar, cortar. É um tanto obsessivo isso. Conheço autores que se detêm nesse momento, aprisionados quase que para … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Glub! glub!

Estou totalmente mergulhada na última revisão do meu romance, “Pauliceia de Mil Dentes”.  O título vem de um verso do queridíssimo Mário de Andrade. Estou sem tempo pra dizer um “ai”. O jeito é só voltar por aqui na próxima … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Roubaram nossos dias luminosos de maio

  São Paulo em maio costumava ser azul, alegre e radiante. Este ano está fria, chuvosa e deprimente. O que andam fazendo com nossa cidade?

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Sexta de contos

Retomando a nossa Sexta de Contos, aí está um pequeno conto, escrito a partir de uma conversa com minha querida amiga Silvana Jeha, sobre uma foto antiga da praça de uma cidade de interior. Acabei inventando outra foto, outra praça, … Continuar lendo

Publicado em Contos | 2 Comentários

O luto por uma amiga

Preciso escrever para compreender que Rachel morreu. Repetir: Rachel morreu, Rachel morreu, Rachel morreu. A morte de uma pessoa querida às vezes pode ser algo simples demais. Você vem caminhando distraída e, de repente, à sua frente, faz-se um vazio, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 13 Comentários