Arquivo do mês: março 2012

Millôr

Morreu Millôr. Um gênio. Vai fazer falta. Em sua grande modéstia, ele disse uma vez, em alguma entrevista, que, se ficasse conhecido na posteridade (ou algo assim), seria por algumas de suas frases. Então, hoje, coloco aqui uma delas. São … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Uma torneira aberta

Iracy vende talão de zona azul na esquina por onde passo quase todo dia. É leitora voraz e sempre lhe empresto livros. Só livros bons. Pois quando, às vezes, tento lhe repassar algum livro que, por acaso ganhei, mas não … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A posição do pensamento sincero

“Para quem escreve o que pensa a única posição é o nu frontal.” Px Silveira

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Pérfidos e maravilhosos

No post anterior, falei de um escritor que, de tão bem que escreve, parece tirar o chão dos outros. Coloco nessa categoria Nabókov, Guimarães Rosa, e talvez alguns mais que não vem ao caso citar agora. Há outros, no entanto, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Nabókov

Nabókov é um escritor que me faz mal. Depois de ler um conto dele cheio de descrições como esta: “Justamente em um dia como esses, eu me abro como um olho no meio da cidade, em uma rua escarpada, absorvendo … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 2 Comentários

Um vídeo gravado para o grupo de literatura da Sorbonne

Um dedo de prosa

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dos problemas de quem traduz

Desta vez, trata-se de um estranho conto que só é possível no inglês (ou em outra língua que não flexione o gênero). Alguém narra o que vê em um bar e o que lhe conta um dos seus ocupantes, um … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário