Arquivo do mês: janeiro 2012

Um brado que não retumbou

“O brado retumbante” começou contando com minhas melhores expectativas. Há tanto preconceito e temor no tratamento de temas explicitamente políticos entre nós, e é tão raro que alguém, mesmo assim, se aventure a tratá-los, que a princípio sempre aplaudo as … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 2 Comentários

Um mar de morros

E me juntando aos que comemoram os 458 desta cidade que amo, um pequenino trecho do meu romance com o título (talvez provisório) de “Paulicéia 2012”: “(…) vai ser hoje cadela vai ser agora puta você eu sei onde você … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Começos

Queridos: Estou voltando. Mas aos pouquinhos. Muito trabalho a fazer, muita coisa esperando conclusão. Inclusive meu romance, cujo título parece que finalmente achei: “Paulicéia/ 2012.” Gostaram? Para retomar este blog, então, publico a primeira crônica do ano que saiu neste … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários