Água caindo

Ontem, pelo calor asfixiante, deitei com a janela aberta e tive o prazer de ouvir a pancada luxuriante da chuva chegando e empurrando o que estivesse em seu caminho.
Hoje, fico sabendo que houve até botes nas ruas.
Prazer de um, inferno de outros: o cotidiano de nossa cidade tão desigual.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s