Arquivo do mês: março 2011

Ele é aquele

Ando fazendo um trabalho chatíssimo. Eu até que tomo minhas precauções e procuro escolher bem o que faço, mas às vezes sou pega desprevenida e quando vejo estou encalacrada com alguma coisa de me tirar do sério. Alguma coisa burra, … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano, Uncategorized | Deixe um comentário

Ninguém obrigou

Fran Lebowitz, autora, roteirista e humorista americana que o Nelson de Oliveira me apresentou, responde a uma pergunta sobre escrever: “Toda contemplação de si mesmo é desagradável – mesmo a contemplação de suas próprias ideias é algo meio estressante para … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | 2 Comentários

A cada um sua viagem épica

Virginia Woolf e James Joyce “escreveram sobre personagens que parecem ordinários, ao contrário de heróicos. Eles insistiam que cada pessoa embarcava na sua própria viagem épica, ainda que a vida da maioria, vista de fora, parecesse consistir em trabalho e … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | Deixe um comentário

Uma nota de luto

WHEN I’M SIXTY-FOUR “Will you still feed me Will you still need me When I’m sixty-four” (Paul McCartney) Hoje, 28 de março, Honestino Guimarães, aluno da UnB, líder estudantil, militante contra a Ditadura, assassinado e “desaparecido” pela repressão, faria sessenta … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

“Não vejo mais a novela das oito.”

– A Globo tá sacaneando com a gente. – Por quê, meu Deus? – Colocar o Lázaro Ramos como galã? Não dá. Galã é galã. Não pode ser um cara feio como ele. – Menina! Só por que ele é … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Sexta de contos

Duas irmãs Ele se apaixonou por uma mulher 20 anos mais velha – uma delas fala e ajeita a bolsa no colo, prestando atenção na reação da irmã. As duas estão sentadas no fundo do ônibus. A que falou estava … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Uma dica interessante

“Para falar a verdade, há escritores que nos paralisam, fazendo-nos ver nosso próprio trabalho na menos lisonjeira das luzes. Cada um de nós encontrará um arauto diferente do fracasso pessoal, algum gênio inocente escolhido por nós por razões que têm … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | Deixe um comentário