Um romance magistral

Passei os olhos, na semana passada, por um livro bem ruinzinho, chamado “Além da Coincidência”. Pensei que encontraria nele alguma reflexão interessante sobre esse tipo de acontecimento que nos deixa tão espantados, às vezes, mas o livro é apenas um compêndio de casos e comentários “perfunctórios”, como se diz em certas academias.
Entre esses casos, um especialmente me fez rir.
Tão logo fechei o livro, peguei outro, esse sim, excelente, “Solar”, do Ian McEwan.
E não é que pelo meio desse romance, o McEwan faz seu personagem passar por uma variação – evidentemente muitíssimo mais saborosa e bem escrita – daquele caso contado no livro anterior que tinha me feito rir.
Uma pequena coincidência, certo? Imediatamente depois de ler um livro sobre coincidências.
Mas o que me fez pensar em fazer um post aqui não foi exatamente isso e sim como, ao fazer seu personagem “viver” uma situação já descrita em outro lugar, McEwan ilustra bem o que, imagino, é prática comum entre escritores: recontar em seus romances casos que escutou aqui e ali, comentários, observações, cenas que viu.
Continuei a ler o romance.
E o que o McEwan continua a fazer é simplesmente magistral!
Ele volta à tal historinha, e a revira, e a faz ser aproveitada agora já não simplesmente por ele, autor, mas por seu próprio personagem, e ainda conta sua origem de “lenda urbana”, e tira seu sumo, e a faz render por várias páginas!
Nem que seja só por isso, o livro é uma jogada de mestre.
É uma aula de “insights” e do que um grande escritor como ele pode fazer com um caso ou uma piada, velha ou nova.
Ma-ra-vilha!
Além do mais, o romance é hilariante, e tem aquele tipo de cena rara capaz de fazer o leitor dar gargalhadas de acordar o vizinho.
Recomendo com gosto.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Um romance magistral

  1. Laura disse:

    Adorei, vovó! Você é maravilinda

  2. JLM disse:

    já diziam q o importante ñ é oq vc conta, mas como conta.

  3. silvana disse:

    Oi Zezé, vou dar de presente pra o meu pai e depois pegar emprestado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s