Arquivo do mês: fevereiro 2011

Duas grandes perdas

Ontem não foi um bom dia para a literatura no país. Perdemos Moacyr Scliar, no Rio Grande do Sul, e Benedito Nunes, no Pará. Deixo aqui o registro desse dia de luto.

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Os começos dos romances que escrevi

Pela ordem em que foram escritos: “Está bem. Se é assim que vocês querem, vamos contar a história das mulheres da família. Mas vamos contar com calma.” A mãe da mãe de sua mãe e suas filhas – 2002, Ed. … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | 1 Comentário

Microconto popular

Cadê O toucinho que estava aqui? O gato comeu.

Publicado em Cotidiano | 1 Comentário

De Ian McEwan

Em um discurso muito muito bom, Ian McEwan diz por que aceitou o prêmio Jerusalém, dia 20 de fevereiro passado. De lá, tirei esses dois trechos: “… o romance se tornou nosso melhor e mais sensível meio de explorar a … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 2 Comentários

Padrão freudiano

Li “Freedom”, do Jonathan Franzen, pelo qual a crítica norte-americana andou toda entusiasmada. Gostei do livro, mas não me encantei. Felipe gostou mais. Uma das coisas que me deixou um pouquinho irritada foi o fato de ser freudiano demais: seus … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Meus 10 romances preferidos

Herta, uma queridíssima amiga, sugeriu a nosso grupo de literatura (qualquer dia falo dele) que cada um listasse seus 10 romances preferidos. Coloco aqui minha lista. Não é uma escolha fácil. Meu critério foi colocar, sem muito rigor, os primeiros … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 7 Comentários

Um romance magistral

Passei os olhos, na semana passada, por um livro bem ruinzinho, chamado “Além da Coincidência”. Pensei que encontraria nele alguma reflexão interessante sobre esse tipo de acontecimento que nos deixa tão espantados, às vezes, mas o livro é apenas um … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | 4 Comentários

Em Brasília

Brasília é cheirosa. Deve ser o ar seco da cidade que torna seus cheiros tão perceptíveis. Cheiro de mato, de grama, de terra. De vento agreste do cerrado. Amo esta cidade. Não só porque fui jovem aqui – também fui … Continuar lendo

Publicado em Cotidiano | Deixe um comentário

Comparação muy pertinente

Do personagem que é um físico prêmio Nobel, do novo romance de Ian McEwan, “Solar”: “Quando o avião enfim resolveu aterrissar e, fazendo uma curva apertada, iniciou a descida ao norte do Tâmisa, ele se perguntou se e quando começaríamos … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | Deixe um comentário

Meu guru rides again

Outra citação do livro “Como ler romances como professor”, do meu guru Thomas C. Forster, a ser publicado este ano pela “Lua de Papel”: “O trabalho do escritor é oferecer uma história que envolve, fascina, provoca e, acima de tudo … Continuar lendo

Publicado em Trechos de livros | Deixe um comentário