Diários de irmãs

Quando viajávamos de férias, meu pai nos punha para escrever diários.
Numa dessas viagens, fomos eu e minha irmã passar um mês na casa dos tios e primos de Itajubá. Eu devia ter uns 13/14 anos e fazia o meu diário mais ou menos comme il faut – embora nunca tenha sido uma adepta fervorosa dessa modalidade.

Então, eu escrevia:
“Dia 10 de janeiro
Querido diário,
Hoje fui ao clube de manhã e saltei três vezes do trampolim.
À tarde, chupei laranjas e li dois capítulos de “Êxodos” debaixo do caramanchão.
À noite, fomos dar voltas na praça, mas não demoramos muito porque choveu.
Agora vou dormir,
Boa noite
P.S. Os rapazes daqui são muiiiiito bobos!!!!!”

No dia seguinte, minha irmã, cinco anos mais nova do que eu, ia lá escondida, pegava meu diário e copiava no dela:

“Dia 10 de janeiro
Querido diário,
Hoje Zezé foi ao clube e pulou do trampolim.
À tarde, Zezé chupou laranja e leu um livro grosso no caramanchão.
À noite, ela foi pra praça mas choveu.
Agora vou dormir.
Boa noite
P.S. Zezé acha os rapazes daqui muuito bobos!!!!!.”

Anúncios
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Diários de irmãs

  1. Ai que demais! Se eu fosse ela, colocaria tudo na primeira pessoa. Já que é pra copiar, que seja pra valer. Um beijo. Saudade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s