Nas preciosas mãos do leitor

O escritor não existe sem o leitor. É para o leitor que um livro existe.
Escrever é um processo que só se realiza completamente em sua ponta final, com o leitor.
Não tenho a menor dúvida quanto a isso.
Aqueles autores que dizem que escrevem para si mesmos, eu não acredito neles.
Não digo que não tenha exceções, tão raras que só conheço uma: Emily Dickinson, que morreu sem ter publicado nada porque não quis publicar nada. Ainda assim, seus poemas só existem hoje, da maneira como os conhecemos, porque encontraram os olhos de amigos leitores que os encaminharam à publicação. Sem esses olhos, os poemas que ela escreveu não existiriam hoje.
É por isso que eu digo que um escritor está – literalmente – nas mãos de seus preciosos leitores.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s